Crescimento inicial de mudas de erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil.) em três classes de solos, na região central do Rio Grande do Sul.

Fabio Luiz Fleig Saidelles, Dalvan José Reinert, Roberto Luiz Salet

Resumo


O experimento foi instalado em três sítios, com condições climáticas semelhantes e com diferentes classes de solos. Foram usados diferentes tratamentos de adubação para o plantio das mudas de erva-mate, visando ao estudo de efeito destes sobre o seu crescimento inicial. Os sítios apresentam solos classificados como Plintossolo Argilúvico, Alissolo Cromico e Neossolo Litólico, sendo que os tratamentos foram: vermicomposto, tratamento sem fertilizante, ½ dose recomendada de N-P-K e a dose recomendada de N-P-K. O crescimento inicial foi avaliado medindo-se o incremento absoluto em altura, área foliar total e número de folhas da planta, em quatro períodos, durante o primeiro ano. Também, foi avaliado o percentual de plantas sobreviventes cinco meses após o plantio das mudas. A fertilização química reduziu o número de plantas sobreviventes, enquanto que, o uso de vermicomposto e o tratamento sem fertilizantes no plantio induziram maior sobrevivência e maior altura das plantas. Não houve diferença na área foliar e número de folhas para as formas de adubação no plantio. O maior incremento na área foliar total e no número de folhas foi observado no sítio com solo raso e com maior fertilidade natural, o Neossolo Litólico.


Palavras-chave


erva-mate; classe de solo; fertilizante; crescimento inicial

Texto completo:

PDF

Referências


BISSO, F. P.; SALET, R.L. A erva-mate não responde a adubação fosfatada? In: REUNIÃO SUL-BRASILEIRA DE CIÊNCIA DO SOLO, 2., 1998, Santa Maria -RS. Resumos ... Santa Maria: SBCS-NRS, 1998. p.139-141.

COMISSÃO DE FERTILIDADE DO SOLO - RS/SC. Recomendação de adubação e calagem para os estados de Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 3. ed. Passo Fundo: SBCS - Núcleo Regional Sul, 1994. 224 p.

LOURENÇO, R. S. Adubação da erva-mate. In: CONGRESSO SUL-AMERICANO DA ERVA-MATE, 2., REUNIÃO TÉCNICA DO CONE SUL SOBRE A CULTURA DA ERVA-MATE, 1., 1997, Curitiba. Anais… Curitiba: EMBRAPA, Centro Nacional de Pesquisa de Florestas, 1997. 464 p. p. 299-315. (Documentos, 33).

OLIVEIRA, Y. M. M.; ROTTA, E.. Área de distribuição natural de erva-mate. In: SEMINÁRIO SOBRE ATUALIDADES E PERSPECTIVAS FLORESTAIS: SILVICULTURA DA ERVA-MATE, 10., 1983, Curitiba. Anais... Curitiba: EMBRAPA, Centro Nacional de Pesquisa de Florestas, 1985. 145 p. p. 17-36. (Documentos, 15).

PINTRO, J. C. Efeitos de diferentes níveis de disponibilidade hídrica sobre o desenvolvimento e trocas de CO2 de plantas jovens de erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil.). 1986. 68p. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1986.

PRAT KRICUN, S. D. Yerba mate – investigación agronômica en la Republica Argentina. In: SEMINÁRIO SOBRE ATUALIDADES E PERSPECTIVAS FLORESTAIS: SILVICULTURA DA ERVA-MATE, 10., 1983, Curitiba. Anais… Curitiba: EMBRAPA, Centro Nacional de Pesquisa de Florestas, 1985. 183 p.(Documentos, 15).

SARTORI, M. da G. B.. O clima de Santa Maria, RS: do regional ao urbano. 1979. 167 p. Dissertação (Mestrado) –Universidade Estadual de São Paulo, São Paulo, 1979.




DOI: https://doi.org/10.5902/198050981738

Licença Creative Commons