Investigação retrospectiva do crescimento volumétrico de pau-ferro (Astronium balansae).

César Augusto Guimarães Finger, Paulo Renato Schneider, Rute Berger, Jackson Roberto Eleotério

Resumo


O crescimento em volume de árvores de pau-ferro (Astronium balansae) de uma floresta nativa e de um reflorestamento com doze anos de idade foi estudado pela técnica de análise de tronco. O exame das fatias transversais permitiu somente quantificar o crescimento das árvores oriundas de reflorestamento, por causa da inexistência de cerne nas secções transversais. Os dados de crescimento foram modelados por meio do procedimento "Stepwise" de regressão, fornecendo equações de alta precisão e ajuste para descrever o crescimento e incremento médio e corrente anual para uma árvore do estrato dominante e outra do estrato dominado. No período observado, não foi possível identificar o ponto de máximo incremento em razão da pouca idade das árvores.


Palavras-chave


volume; crescimento; modelagem; equações

Texto completo:

PDF

Referências


BELTRÃO, L.; VASCONCELLOS, J. M. de; FROSI, R. Desenvolvimento de tecnologia para exploração florestal do “Pau-ferro” (Astronium balansae Engl.). IN: CONGRESSO FLORESTAL ESTADUAL, 5., 1984, Nova Prata, RS.Anais...Nova Prata, 1984. v. 2, p. 521-523.

FINGER, C. A. G. Fundamentos de biometria florestal. Santa Maria: UFSM/CEPEF/FATEC, 1992. 269p.

LONGHI, S. J. Aspectos fitossociológicos de uma floresta natural de Astronium balansae ENGL., no Rio Grande do Sul. Revista do Centro de Ciências Rurais, Santa Maria, v. 17, n. 1-2, p. 49-61,1987.

REITZ, R.; KLEIN, R. M.; REIS, A. Projeto madeira do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: HBR/SUDESUL/SAA-DRNR, 1988. 525p.

SCHULTZ, A. R. Pau-ferro no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Instituto Tecnológico do Rio Grande do Sul, 1953. 9p. (Boletim Técnico, 23)




DOI: https://doi.org/10.5902/198050981731

Licença Creative Commons