Avaliação estacional da deposição de serapilheira em uma floresta ombrófila mista localizada no sul do estado do Paraná.

Afonso Figueiredo Filho, Gilberto Ferreira Moraes, Luciano Budant Schaaf, Décio José de Figueiredo

Resumo


Com o objetivo de avaliar a deposição estacional de serapilheira em uma Floresta Ombrófila Mista, instalou-se um experimento em setembro/98 na Estação Experimental de São João do Triunfo, no estado do Paraná. A estação possui uma área de 31,7 ha, dividida em trinta parcelas de 1 ha. Em três dessas parcelas foram instalados 27 coletores (nove em cada uma). As coletas foram realizadas a cada 45 dias, atentando-se sempre para o final das estações. O material coletado foi acondicionado em sacos plásticos, os quais foram identificados com o número do coletor e a parcela na qual está localizado. Após uma pré-secagem, o material de cada coletor foi separado nas frações folhas, galhos e miscelânea. Em seguida, estas foram embaladas em sacos de papel e levadas à estufa à temperatura de 65oC, até peso constante, para a determinação do peso seco por fração de serapilheira. Os dados obtidos até o momento demonstram que a primavera foi a estação que apresentou a maior deposição de serapilheira, seguida pelo inverno, verão e outono, com valores médios (kg/ha) de 2.433,31; 2.164,79; 1.799,72 e 1.339,00 respectivamente. A fração folhas constituiu-se no principal componente, respondendo por 57% da serapilheira total, seguida por galhos com 27% e miscelânea com 16%.


Palavras-chave


biomassa; liteira; floresta de araucária

Texto completo:

PDF

Referências


BRAY, J.R.; GORHAM, E. Litter production in the forests of the world. Advances in Ecological Research, New York, v. 2, p. 101-157, 1964.

BRITEZ, R. M. Ciclagem de nutrientes minerais em duas florestas da planície litorânea da Ilha do Mel, Paranaguá, PR. 1994. 240 p. Dissertação (Mestrado) – Universidade federal do Paraná, Curitiba, 1994.

BRITEZ, R. M.; REISSMANN, C.B.; SILVA, S. M.; SANTOS FILHO, A. Deposição Estacional de serapilheira e macronutrientes em uma floresta de Araucária, São Mateus do Sul, Paraná. Revista do Instituto Florestal, v. 4, n. 3, p. 766-772, 1992.

CUSTÓDIO FILHO, A; FRANCO, G.A.D.C; POGGIANI, F.; DIAS, A.C. Produção de serapilheira e o retorno de macronutrientes em floresta pluvial atlântica – Estação Biológica de Boracéia (São Paulo – Brasil). Revista do Instituto Florestal, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 1-16, 1996.

DELITTI, W.B.C. Aspectos comparativos da ciclagem de nutrientes minerais na mata ciliar, campo cerrado e na floresta implantada de Pinus elliottii var. elliottii. 305p. Tese (Doutorado em Ciências Ambientais) – Instituto de Biociências. Universidade de São Paulo, São Paulo, 1984.

DURIGAN, G; LEITÃO FILHO, H.F.; PAGANO, S.N. Produção de folhedo em matas ciliares na região oeste do estado de São Paulo. Revista do Instituto Florestal, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 187-199, 1996.

DURIGAN, M.E. Florística, dinâmica e análise protéica de uma Floresta Ombrófila Mista em São João do Triunfo-PR. 125p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1999.

HAAG, H. P. Ciclagem de nutrientes em florestas tropicais. Campinas-SP: Fundação Cargill, 1985.144p.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Manual técnico da vegetação brasileira. Rio de Janeiro, 1992. 92p. (Série manuais técnicos em geociências, n. 1).

KOEHLER, W.C. Variação estacional de deposição de serapilheira e de nutrientes em povoamentos de Pinus taeda na região de Ponta Grossa – PR. 138p. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1989.

MASON, C.F. Decomposição. São Paulo: EPU, 1980. 63p.

PORTES, M.C.G.O; KOEHLER, A.; GALVÃO, F. Floresta ombrófila densa altomontana: avaliação da deposição de serapilheira e de nutrientes. In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 49., 1998, Salvador. Resumos ... Instituto de Biologia, 1998. 302p.

SCHAAF, L.B. Florística, estrutura e dinâmica no período 1979-2000 de uma Floresta Ombrófila Mista localizada no sul do Paraná. 2001. 119p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2001.

TADAKI, Y. Leaf Biomass. JIBP synthesis v. 16, p. 39-57. Tokyo, 1977.

WISNIEWSKI, C.; RIBAS, M. E.; KRIEGER, A.; CURSIO, G. Produção e decomposição da serapilheira e deposição de nutrientes em um trecho de uma Floresta Ombrófila Mista sobre Latossolo Vermelho-escuro, no segundo planalto Paranaense. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO SOLO. SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIÊNCIAS DO SOLO, 26., 1997, Rio de Janeiro. Anais ... Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1997.




DOI: https://doi.org/10.5902/198050981718

Licença Creative Commons