Comparação gráfica entre curvas de índice de sítio para Pinus elliottii e Pinus taeda desenvolvidas no sul do Brasil.

Helio Tonini, César Augusto Guimarães Finger, Paulo Renato Schneider, Peter Spathelf

Resumo


Este trabalho teve como objetivos estudar o crescimento em altura dominante para Pinus elliottii e Pinus taeda, mediante comparações entre as curvas de índice de sítio construídas para algumas regiões do estado do Rio Grande do Sul e outros Estados da Federação. Essas comparações indicaram que as curvas feitas por Tonini (2000) para as regiões da Serra do Sudeste e Litoral no estado do Rio Grande do Sul, não apresentaram o mesmo desenvolvimento em relação às curvas feitas por Scolforo e Machado (1988), para os estados do Paraná e Santa Catarina; Brasil (1989a), para a região de Passo Fundo RS, Marcolin (1990), para o Segundo Planalto Paranaense e Selle (1993), para a região de Cambará do Sul. No entanto, o comportamento em relação às curvas de índice de sítio feitas por Brasil (1989b), para a região de São Francisco de Paula mostraram-se semelhantes, havendo somente uma diferença de nível entre estas.


Palavras-chave


<i>Pinus elliottii</i>; <i>Pinus taeda</i>; índice de sítio

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO GAÚCHA DE EMPRESAS FLORESTAIS-AGEFLOR. Florestas plantadas privadas. In: SEMINÁRIO SOBRE A SITUAÇÃO FLORESTAL DO RIO GRANDE DO SUL, 1., 1991, Santa Maria. Anais ... Santa Maria: UFSM, 1991. 179 p.16-20.

BERENHAUSER, H. Pinus elliottii contra Pinus taeda. Revista Floresta, Curitiba, v.3, n . 1, p.7-8, 1972.

BRASIL. Plano de manejo para a Floresta Nacional de Passo Fundo-RS. Santa Maria, 1989a.

BRASIL. Plano de manejo para a Floresta Nacional de São Francisco de Paula. Santa Maria, 1989b.

BUFORD, M. A.; MCKEE, W. H. Relating site index of natural Loblolly Pine on the Lower Coastal Plain to some envirolmental factors. In: BIENNIAL SOUTHERN SILVICULTURAL RESEARCH CONFERENCE, 6., 1988, Menphis. PROCEEDINGS … Menphis, Tennessee, 1988. v.1, p.495-498.

CAMPOS, J. C. C. Estudo sobre índice de sítio e tabelas de volume e produção para Pinus elliottii Engelm., no Estado de São Paulo, Brasil. 1970. 82 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Instituto Interamericano de Ciências Agrícolas, Turrialba.

CARLOS, R. M. R. Índice de sítio para Pinus patula Schl. Et Cham, en la region de Huayacocotla, Estado de Veracruz. Revista Forestal en México, v.21, n. 80, p.58-75, 1996.

COUTO, H. T. Z; BASTOS, N. L. M. Curvas de crescimento em volume para Eucalyptus sp, em segunda rotação no Estado de São Paulo. Revista do IPEF, Piracicaba, v. 34, p.15-18, 1986.

EMERENCIANO, D. B. Avaliação de métodos de prognose da altura aplicados em Pinus elliottii da Floresta Nacional de Capão Bonito – SP. 1981. 70 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) -Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

FINGER, C.A.G. Ein Beitrag zur ertragskunde von Eucalyptus grandis und Eucalyptus saligna in südbrasilien. 1991. 136p. Tese (Doutourado) – Universität für Bodenkultur, Wien, Autria.

FINGER, C.A.G. Fundamentos de biometria florestal. Santa Maria: UFSM, 1992. 269p.

GERDING, V.; SCHLATTER, J. E. Variables Y factores del sitio de importancia para la productividad de Pinus radiata D.Don en Chile. Bosque, v.16, n.2, p.39-56, 1995.

LENHART, J. D.; HUNT, E. V.; BLACKARD, J. A .Site index equations for Loblolly and Slash Pine plantations on non old fields in east Texas.Washington: Southern Journal of Applied Forestry, v.10, n. 2, p.109-112, 1986.

MACHADO, S. A. Curvas de índice de sítio para plantações de Pinus taeda L. na região central do Estado do Paraná. Revista Floresta, Curitiba, v.11, n.2, p.4-17, 1980.

MARCOLIN, M. Polimorfismo e tamanho da amostra para construção de curvas de índice de sítio para Pinus taeda L., no Segundo Planalto Paranaense. 1990. 57 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

MARIO, A. R. Estudio del crescimiento de Pinus douglasiana Martínes Y Pinus lawsonii Roezl em la región central de Michoacán. Revista Ciência Florestal en México, v .22, n. 81, p.42-70,1997.

MENEGOL, O. Índice de sítio e relação entre altura dominante e teores nutricionais das acículas em povoamentos de Pinus elliottii var. elliottii no Segundo Planalto Paranaense 1991, 74 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

NETO, F. R. C.; SCOLFORO, J. R. S, OLIVEIRA, A. D. et al. Uso da diferença algébrica para construção de curva de índice de sítio para Eucalyptus grandis e Eucalyptus urophylla, na região de Luiz Antonio - SP. Cerne, Lavras , v.2, n.2, p.119-141,1996.

OLIVEIRA, Y. M. M .; AHRENS, S. Curvas de índice de sítio para povoamentos de Pinus elliottii Var. elliottii Engelm. E Pinus taeda L. Estabelecidos no sul e sudeste do Brasil: resultados preliminares. Curitiba: EMBRAPA, 1987. p. 9. (Circular técnica n. 14).

SANQUETTA, C. R. Fundamentos biométricos dos modelos de simulação florestal. Curitiba: UFPR, 1996. 49 p.

SCHNEIDER, P. R. Introdução ao manejo florestal. Santa Maria: UFSM, 1993. 348 p.

SCOLFORO, J. R. S.; MACHADO, S. A. Curvas de índice de sítio para plantações de Pinus elliottii nos Estados do Paraná e Santa Catarina. Revista Floresta, Curitiba, v.17, p.140-158, 1988 a.

SCOLFORO, J. R. S. Curvas de índice de sítio para Pinus caribaea var. hondurensis. Revista do IPEF, Piracicaba, v.45, p.40-47, 1992.

SCOLFORO, J. R. S. Manejo florestal. Lavras: UFLA, 1997. 436 p.

SELLE, G. L . Influência dos fatores ambientais na classificação de sítio para Pinus taeda L, na região de Cambará do Sul, RS, Brasil. 1993. 85p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

TONINI, H. Crescimento em altura dominante de Pinus elliottii ENGELM, em três unidades de mapeamento de solo, nas regiões da Serra do Sudeste e Litoral, no Estado do Rio Grande do Sul. 2000. 112 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

ZARNOCH, S. Z.; FEDUCCIA, D. P. Slash Pine plantation site index curves for The West Gulf. Washington: Southern Journal of Applied Forestry, v. 8, n. 4, p. 223-225, 1984.

ZEIDE, B. Analysis of growth equations. Forest Science, v. 39, n.3, p. 594-616, 1993.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198050981708