Análise florística e estrutural de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, situado em Criúva, RS - Brasil.

Rubens Marques Rondon Neto, Luciano Farinha Watzlawick, Marcos Vinícius Winchler Caldeira, Emerson Roberto Schoeninger

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo conhecer e analisar a composição florística e descrever a estrutura do componente arbóreo de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, localizado no município de Criúva, RS. Em oito parcelas de 10 x 100 m foram inventariados 673 indivíduos com DAP  5 cm, distribuídos em 37 espécies, pertencentes a 32 gêneros e 22 famílias. O valor do índice de diversidade de Shannon foi de 2,768. As famílias que apresentaram maior número de indivíduos amostrados são: Araucariaceae, Myrsinaceae, Euphorbiaceae, Anacardiaceae e Rutaceae. O dossel dessa floresta é dominado pela Araucaria angustifolia e o sub-bosque por espécies das famílias Lauraceae e Myrtaceae. A densidade total encontrada foi de 841,25 indivíduos/ha, com DAP médio de 24,01 cm e altura média de 9,34 m. As cinco espécies que tiveram os maiores valores de importância, em ordem decrescente, foram: Araucaria angustifolia, Sebastiania commersoniana, Lithraea brasiliensis, Zanthoxylum rhoifolium e Myrcia sp.. O fragmento apresenta uma considerável diversidade florística de espécies, apesar das perturbações sofridas no passado. Para que a vegetação atinja as características florísticas e estruturais próximas às da vegetação original é preciso evitar a presença de bovinos e eqüinos na área e explorações da floresta.


Palavras-chave


fragmento florestal; floresta com Araucária; Floresta Ombrófila Mista

Texto completo:

PDF

Referências


CARVALHO, P.E.R. Espécies florestais brasileiras: recomendações silviculturais, potencialidades e uso da madeira. Colombo: EMBRAPA-CNPF; Brasília: EMBRAPA-SPI, 1994. p.70-78.

DURIGAN, M.E. Florística, dinâmica e análise proteica de uma Floresta Ombrófila Mista em São João do Triunfo - PR. 1999. 125p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

DURIGAN, G.; LEITÃO-FILHO, H. de F. Florística e fitossociologia de matas ciliares do oeste paulista. Rev. Inst. Florestal, São Paulo, v.7, n. 2, p.197-239, 1995.

EMBRAPA. Levantamento de reconhecimento dos solos do Estado do Rio Grande do Sul. Recife: Ministério da Agricultura, 1973. 431p. (Boletim Técnico, 30).

GALVÃO, F.; KUNIYOSHI, Y.S.; RODERJAN, C.V. Levantamento fitossociológico das principais associações arbóreas da Floresta Nacional de Irati - PR. Rev. Floresta, Curitiba, n.1/2, p.30-49, 1989.

IBGE. Manual técnico da vegetação brasileira. Rio de Janeiro, 1992. 132p.

JARENKOW, J. A.; BAPTISTA, L.R.M. Composição florística e estrutura da Mata com Araucária na Estação Ecológica de Aracuri, Esmeralda, RS. Napaea, n.3, p.9-18, 1987.

KENT, M.; COKER, P. Vegetation description and analysis: a practical approach. London: Blackwell, 1992. 363p.

KOHLER, A.; PÉLLICO-NETTO, S.; SANQUETTA, C.R. Análise da estrutura de uma Floresta Ombrófila Mista semidevastada, fazenda Gralha Azul, região metropolitana de Curitiba, com implicações ao manejo. Rev. Acadêmica, Curitiba, n.1, p.37-60, 1998.

LAMPRECHT, H. Ensayo sobre la estrutura flotistica de la parte sur - oriental del bosque universitario “El Caimital”, Estado Barinas. Rev. For. Venezolana, Mérida, v.7, n.10/11, p.77-119, 1964.

LEITE, P.F.; KLEIN, R.M. Vegetação. In: IBGE. Geografia do Brasil: Região Sul. Rio de Janeiro, 1990. p.113-150.

LONGHI, S.J. A estrutura de uma floresta natural de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze, no sul do Brasil. 1980. 198p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

MACHADO, S. do A.; HOSOKAWA, R.T.; SILVA, J.C.G.L. da; BRANCO, E.F. Estrutura de uma floresta secundária do segundo planalto paranaense. In: CONGRESSO FLORESTAL E DO MEIO AMBIENTE DO PARANÁ, 3., 1988, Curitiba. Anais... Curitiba: APRE/APEF/Governo do Estado do Paraná, 1988. p.153-168.

MATTEUCCI, S. D.; COLMA, A. Metodologia para el estudio de la vegetacíon. Washington: The General Secretarial of the Organization of American States, 1982. 167p. (Série Biologia - Monografia, 22).

MORENO, J.A. Clima do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Secretaria de Agricultura, 1961. 42p.

NEGRELLE, R.A.B.; SILVA, F.C. da. Fitossociologia de um trecho de floresta com Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze. no município de Caçador - SC. Bol. Pesq. Florestal, Colombo, n.24/25, p.37-54, 1992.

OLIVEIRA, Y,M.M.; ROTTA, E. Levantamento da estrutura horizontal de uma mata de araucária no primeiro planalto paranaense. Bol. Pesq. Florestal, Colombo, n.4, p.1-45, 1982.

ROSEIRA, D.S. Composição florística e estrutura fitossociológica do bosque com Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze no Parque Estadual João Paulo II, Curitiba, Paraná. 1990. 111p. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

SANQUETTA, C.R.; DALLA-CORTE, S. Composição florística, estrutura e dinâmica de um fragmento florestal com Araucaria angustifolia no sudoeste paranaense. Rev. Acadêmica, Curitiba, n.1, p.3-28, 1998.

SHEPHERD, G.J. FITOPAC 1: manual do usuário. Campinas: UNICAMP, Departamento de Botânica, 1994. 9p.

SILVA, J.A. da; SALOMÃO, A.N; MARTINS-NETTO, D.A. Estrutura, fitossociologia e regeneração natural da Reserva Genética de Caçador - SC. In: CONGRESSO FLORESTAL PANAMERICANO, 1.; CONGRESSO FLORESTAL BRASILEIRO, 7., 1993, Curitiba. Anais... Curitiba: SBS/SBEF, 1993. p.347-352.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198050981698