Lodo do curtimento e sua influência na produção de mudas de paricá (Schizolobium amazonicum) e nas propriedades químicas do solo

Lorena de Souza Tavares, Walcylene Lacerda M. P. Scaramuzza, Oscarlina Lúcia dos Santos Weber, Franciele Caroline de Assis Valadão, Kelly Dayana Benedet Maas

Resumo


 

http://dx.doi.org/10.5902/1980509810547

O objetivo deste estudo foi verificar a influência do lodo do curtimento nas propriedades químicas do solo e nas características morfológicas e nutricionais de mudas de paricá. O experimento foi realizado em casa de vegetação em delineamento inteiramente casualizado, em cinco repetições, tendo como substrato um cambissolo húmico, o qual foi caracterizado química e granulometricamente; de posse desses resultados o solo foi corrigido previamente com calcário e NPK. Após 100 dias de observação foram analisadas as variáveis químicas do solo (pH, H+Al, Al3+, Ca, Mg, P, K, Na, S, Cr3+, CO, SB, CTC, V, RAS e PST), a morfologia da planta [altura (H), diâmetro do caule (DC), número de folhas completas, comprimento da raiz principal (CR) e biomassa seca], bem como as concentrações de N, P, K, Ca, Mg, S, Cr3+ e Na na planta. O lodo de curtimento foi utilizado como complemento nutricional nas doses de 0,0; 1,5; 3,0; 4,5 e 6,0 g kg-1. O lodo de curtimento tem potencial como corretivo de acidez do solo, com aumento pouco expressivo dos indicadores de salinidade, sodicidade e do teor de Cr3+ disponível. No entanto, o uso do lodo não afetou as características morfológicas das mudas de paricá, porém, propiciou aumento nos teores K e S na parte aérea e de Na e S na raiz. Os maiores teores de nutrientes no paricá foram obtidos com 6,0 g kg-1 de lodo de curtimento, contudo, não foi possível otimizar uma dose para a máxima produtividade de mudas de paricá com as doses utilizadas.


Palavras-chave


resíduo industrial; cromo; nutrição florestal; salinização do solo

Texto completo:

PDF

Referências


ALVAREZ , V. H. et al. Determinação e uso do fósforo remanescente. Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 25, n. 1, p. 27-33, jan./mar. 2000. (Boletim Informativo)

AQUINO NETO, V.; CAMARGO, O. A. Crescimento e acúmulo de cromo em alface cultivada em dois latossolos tratados com CrCl3 e resíduos de curtume. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 24, n. 1, p. 225-235, jan./mar.2000.

ARAÚJO, A. S. F. et al. Crescimento e nodulação de mudas de leucena e algaroba em solo com adição de lodo de curtume. Revista Caatinga, UFERSA, v. 19, n. 1, p. 20-24, jan./mar. 2006.

ARAÚJO, F. F. et al. Desenvolvimento do milho e fertilidade do solo após aplicação do lodo de curtume e fosforita. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola Ambiental, Campina Grande, v. 12, n. 5, p. 512-516, set./out. 2008.

BARTLETT R.J.; KIMBLE, J. M. Behavior of chromium in soil: I trivalent forms. Journal of Environmental Quality, v. 5, n. 4, p. 379-382, 1976.

BRESSIANI, A. L. Crescimento de mudas de paricá em diferentes saturações por bases e doses de fósforo. 46f. 2010. Dissertação (Mesrado em Agricultura Tropical). Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2010.

CAMARGO, O. A. et al. Métodos de análise química, mineralógica e física de solos. Campinas: Instituto Agronômico de Campinas, 2009, 77p. (Boletim Técnico, 106)

CAMPOS, M. C. C. et al. Alterações nos atributos físicos e químicos de dois solos submetidos à irrigação com água salina. Revista Caatinga, v. 22, n. 2, p. 61-67, abr./jun. 2009.

CASTILHOS, D. D.; VIDOR, C.; TEDESCO, M. J. Redução do cromo em solo suprido com lodo de curtume e cromo hexavalente. Revista Brasileira de Agrociência, Pelotas, v. 5, n. 3, p. 228-232, set./dez. 1999.

CETESB - COMPANHIA DE TECNOLOGIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL. Lodo de curtume: critérios para o uso em áreas agrícolas e procedimentos para apresentação de projetos (Manual Técnico - Norma P4.233). São Paulo, 1999. 35p.

CETESB - COMPANHIA DE TECNOLOGIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL. Valores orientadores para solos e águas subterrâneas no estado de São Paulo (Decisão de diretoria nº 195-2005- E, de 23 de novembro de 2005). São Paulo, 2005. 4 p.

COSTA, C. N. et al. Efeito de adição de lodo de curtume sobre as alterações químicas do solo, rendimento de matéria seca e absorção de nutrientes em soja. Revista Brasileira de Agrociência. Pelotas, v. 7, n. 3, p. 189-191, set./dez. 2001.

COSTA, F. S. et al. Estoque de carbono orgânico no solo e emissões de dióxido de carbono influenciadas por

sistemas de manejo no sul do Brasil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 32, p. 323-332, 2008.

CRUZ, C. A. F. et al. Efeito de diferentes níveis de saturação por bases no desenvolvimento de mudas de ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa (Mart.) Standley). Scientia Forestalis. Piracicaba, n. 66, p. 100-107, dez. 2004.

CRUZ, F. J. R. et al. Mecanismos bioquímicos e fisiológicos da toxidez de alumínio (Al3+) em plantas sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench). In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA/UFRA, 6.; SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA/AMAZÔNIA ORIENTAL, 12., 2008, Belém. Resumos... Belém: UFRA, 2008. 1p.

DICKSON, A. et al. Quality appraisal of white spruce and white pine seedling stock in nurseries. Forest Chronicle, v. 36, p. 10-13, 1960.

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. 2. ed. Brasília, EMBRAPA Informação Tecnológica, 2009, 627 p.

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Produção de Sementes Sadias de Feijão Comum em Várzeas Tropicais: Capacidade de troca de cátions, saturação por bases e saturação por alumínio.2004.Disponívelem:http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Feijao/FeijaoVarzeaTropical/solos.htm Acesso em: 05 de set. 2010.

FERREIRA, A. S. et al. Alterações de atributos químicos e biológicos de solo e rendimento de milho e soja pela utilização de resíduos de curtume e carbonífero. Revista Brasileira de Ciência do Solo. Viçosa, v. 27, n. 4, p. 755-763, jul./ago. 2003.

FOY, C. D. Soil chemical factors limiting plant root growth. In: HATFIELD, J.L.; STEWART, B.A. Limitations to plant root growth. New York, v. 19, p.97-149, 1992.

KAWASAKI, T.; AKIBA, T.; MORITSUGU, M. Effects of high concentrations of sodium chloride and polyethylene glycol on the growth and ion absorption in plants: I. Water culture experiments in a greenhouse. Plant and Soil, Dordrecht, v. 75, p. 75-85, 1983.

KONRAD, E. E.; CASTILHOS, D. D. Alterações químicas do solo e crescimento do milho decorrentes da adição de lodos de curtume. Revista Brasileira de Ciência do Solo. Viçosa, v. 26, n. 1, p. 257-265, jan./mar. 2002.

KORNDÖRFER, G. H. Elementos benéficos. In: FERNANDES, M. S. Nutrição mineral de plantas. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2006. p. 355-374.

MACEDO, L. S.; MORRIL, W. B. B. Origem e comportamento dos metais fitotóxicos: revisão de literatura. Tecnologia e Ciência Agropecuária. João Pessoa, v. 2, n. 2, p. 29-38, jun. 2008.

MALAVOLTA, E. Elementos de nutrição mineral de plantas. São Paulo: Agronômica Ceres, 1980. v.1, p. 251.

MAPA - MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Laboratório Nacional de Referência Vegetal. Análise de corretivos, fertilizantes e inoculantes: métodos oficiais. Brasília: LANARV, 1988. 104 p.

MARQUES, T. C. L. L. S. M. et al. Exigências nutricionais do paricá (Schizolobium amazonicum, Herb.) na fase de muda. Revista Cerne. Lavras, v. 10, n. 2, p. 167-183, jul./dez. 2004.

MARSCHNER, H. Mineral nutrition of higher plants. 2nd ed. London: Academic Press, 1995. 889 p.

MARTINES, A. M. Impacto do lodo de curtume nos atributos biológicos e químicos do solo. 2005. 74 f. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas) – Curso de Pós-graduação em Agronomia, USP-ESALQ, Piracicaba, 2005.

MARTINES, A. M.; ANDRADE, C. A.; CARDOSO, E. J. B. N. Mineralização do carbono orgânico em solos tratados com lodo de curtume. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 41, n. 7, p. 1149-1155, jul. 2006

MCGRANTH, S. P.; SMITH, S. Chromiumannickel. In: ALLOWAY, B. J. Heavy Metals in Soils. New York: John Wiley& Sons, 1997. p. 125-147.

PRIEBE, G. P. S. Análise da composição da pele/couro em função das etapas do seu processamento em curtumes. 2005. 60 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Engenharia Química) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ V., V. H. (Ed.). Recomendação para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais: 5a aproximação. Viçosa, Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais - CFSEMG, 1999. 359 p.

RICHARDS, L. A. (Ed.) Diagnosis and improvement of saline and alkali soils. Agriculture Handbook. Washington: United StatesSalinity Laboratory, v. 60, p. 160, 1954.

RISTHER, A. Estudo do ciclo do enxofre. Disponível em: http://www.coladaweb.com/biologia/ecologia/estudo-do-ciclo-do-enxofre Acesso em: 28 dez. 2009.

ROMERO, R. R. Respostas fisiológicas de plantas de Eucalyptus grandis à adubação com potássio ou sódio. 2008. 56 f. Dissertação (Mestrado em Ciências), USP-ESALQ. Piracicaba, 2008.

ROSSA, U. B. Fertilizante de liberação lenta no desenvolvimento de mudas de Paricá. Revista da Madeira, n. 115, jul. 2008.

SALVADOR, J. O. et al. Influência do alumínio no crescimento e na acumulação de nutrientes em mudas de goiabeira. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 24, n. 4, p. 787-796, out./dez. 2000.

SELBACH, P. A. et al. Descarte e biodegradação de lodos de curtume. Revista do Couro, Estância Velha, v. 4, p. 51-62, jul./ago. 1991.

SOUZA, M. R. F. Uso do lodo de curtume como fonte de nutrientes em plantas forrageiras. 2009. Disponível em: http://www.ufg.br/this2/uploads/files/66/Milena_Rizzia_1.pdf Acesso em: 03 dez. 2009.

SOUZA, P. H. et al. Influência da saturação por bases do substrato no crescimento e qualidade de mudas Machaerium nictitans (Vell.) Benth. Revista Árvore. Viçosa, v. 32, n. 2, p. 193-201, mar./abr. 2008.

SOUZA, S. M.; CHAVES, L. H. G.; SOUZA, A. P. Efeito da aplicação de lodo de curtume sobre a condutividade elétrica e reação de solo ácido. Agropecuária Técnica, Areia, v. 27, n. 2, p. 77-84, ago./dez. 2006.

TÁVORA, F. J. A. F.; LIMA, E. C. C.; HERNANDEZ, F. F. F. Composição mineral das raízes caules e folhas em plantas jovens de graviola submetidas a estresse salino. Revista Ciência Agronômica, v. 35, n. 1, p. 44-51, jan./jun. 2004.

TEIXEIRA, K. R. G. et al. Efeito da adição de lodo de curtume na fertilidade do solo, nodulação e rendimento de matéria seca do caupi. Revista Ciência Agrotécnica, Lavras, v. 30, n. 6, p. 1071-1076, no./dez. 2006.

VIANA, A. P. et al. Teores de Na, K, Mg e Ca em porta-enxertos de videira em solução salina. Scientia Agricola, Piracicaba, v. 58, n. 1, p. 187-191, jan./mar. 2001.

VITTI, G. C. et al. Cálcio, magnésio e enxofre. In: FERNANDES, M.S. (Ed.) Nutrição mineral. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2006. p. 299-325.

YEOMANS, J. C.; BREMMER, J. M. A. A rapidand precise method for routinedeterminationoforganiccarbon in soil. Communications in Soil Science and Plant Analysis, Philadelphia, v. 19, n. 13, p. 1467-1476, 1988.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509810547

Licença Creative Commons