Comportamento da Cordia africana Lam. cultivada em solo contaminado por metais pesados e tratado com materiais amenizantes

Ana Carolina Callegario Pereira, Nelson Moura Brasil do Amaral Sobrinho, Jesus Sampaio Junior, José Antonio Oliveira, Fabiana Soares Santos, Nelson Mazur

Resumo


 

http://dx.doi.org/10.5902/1980509810544

Este trabalho teve como objetivo avaliar a remediação de dois solos contaminados com metais pesados, provenientes de escavações de solo localizado próximo ao porto de Itaguaí, mediante as técnicas de imobilização química e da fitoestabilização utilizando da espécie Cordia africana. Os dados foram coletados no pátio de minério da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), no Porto de Itaguaí–RJ. Visando reduzir a solubilidade de metais pesados presentes nestes substratos, foram utilizados como amenizantes dois resíduos industriais produzidos pela CSN, a Escória de Aciaria e a Carepa de Laminação, em diferentes concentrações. A espécie vegetal foi considerada com potencial para ser utilizada em programas de fitoestabilização, devido à sua tolerância aos metais pesados estudados e ao maior acúmulo desses elementos nas raízes e no caule. No substrato com baixa contaminação o menor acúmulo de Zinco e Cádmio no caule e folhas ocorreu com o emprego de 4% de amenizante, e no de alta com 6%.


Palavras-chave


Fitoestabilização; Escória de Aciaria; Carepa de Laminação

Texto completo:

PDF

Referências


ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10007: Amostragem de resíduos. Rio de Janeiro, 2004. 21p.

ACCIOLY, A. M. A. Amenizantes e estratégias para estabelecimento de vegetação em solos de áreas contaminadas por metais pesados. 2001. 186 p. Tese de Doutorado em Ciência do Solo, Universidade Federal de Lavras. Lavras, 2001.

AGOURAKIS, D. C. et al Comportamento de Zinco e Mn de pilhas alcalinas em uma coluna de solo. Química Nova, v. 29, p. 960 964, 2006

BASTA, N. T ; McGOWEN, S. L. Evaluation of chemical immobilization treatments for reducing heavy metal transport in a smelter contaminated soil. Environment Pollution. v. 127, p. 73–82, 2004.

CASTALDI, P., MELIS, P. Growth and yield characteristics and heavy metals content on tomatoes grown in different growing media. Communication in Soil Science Plant Analysis, v. 35, p. 85 98, 2004.

CASTALDI, P., MULE, P., MELIS, P. Heavy metals contents in organic matter amendments based on beached Posidonia oceanica. Annali di Chimica., v. 90, p. 741–746, 2002.

CASTALDI, P., SANTONA, L., MELIS, P. Heavy metal immobilization by chemical amendments in a polluted soil and influence on white lupin growth. Chemosphere, v. 60, p. 365–371, 2005.

CHEN, H. M., et al. Chemical methods and phytoremediation on soil contaminated with heavy metals. Chemosphere, v. 41, p. 229–234, 2000.

CONAMA. Conselho Nacional do Meio Ambiente, Ministério do Meio Ambiente. Resolução no 420, de 28 de dezembro de 2009. 2009

DEROME, J. Detoxification and amelioration of heavymetal contaminated forest soils by means of liming and fertilization. Environment Pollution v. 107, p. 79–88, 2000.

DICKINSON, N. M. Strategies for sustainable woodland on contaminated soils. Chemosphere, v. 41, p. 259–263, 2000.

EMBRAPA/CNPS. Manual de métodos de análise de solo. 2. ed. Rio de Janeiro, 1997. 212 p.

GRAZZIOTTI, P. H.; SIQUEIRA, J. O.; MOREIRA, F. M. S. Espécies arbóreas e ectomicorrizas em relação ao excesso de metais pesados. Tópicos em Ciência do Solo, v. 5, p. 55 105. 2003.

GUPTA, A. K, ; SINHA, S. Phytoextraction capacity of the plants growing on tannery sludge dumping sites, Bioresource Technology v. 98, p. 1788–1794, 2007.

ISO 11466. International Standard: Soil quality– Extraction of trace elements soluble in aqua regia, 03–01, 1995.

KAHLE, H. Response of roots of trees to heavy metals. Environmental Experimental Botany, v. 33, p. 99-119, 1993.

LINDSAY, W. L., NORWELL, W. A. Development of a DTPA test zinc, iron, Mn and copper. Soil Science Society American Proceedings, v. 42, p. 421 428, 1978.

LOMBI, E., et al. In situ fixation of metals in soil using bauxite residue: chemical assessment. Environment Pollution, v. 118, p. 435–443, 2002

MAGALHÃES, M. O. L. ; AMARAL SOBRINHO, N. M. B. ; MAZUR, N. Uso de Resíduos Industriais na Remediação de Solo Contaminado com Cádmio e Zinco. Ciência Florestal, v. 21, p. 253-261, 2011.

MESQUITA, A. A., et al. Remediação de solos tratado com lodo rico em zinco. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 10, p. 738 744, 2006.

PEREIRA, A. C. C. Uso de produtos industriais na inertização de Cádmio e Zinco presentes em resíduo classe I. 2004. 69 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia –Ciência do Solo), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Seropédica, 2004.

SPOSITO, G. The chemistry of soils. Second edition. New York: Oxford University Press, 2008. 320 p.

TEDESCO, M. J., et al. Análise de solo, plantas e outros materiais. 2. ed. Porto Alegre : Departamento de Solos, UFRGS, 1995. 174p. (Boletim técnico ; n.5)




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509810544