[1]
F. T. GRAZIOLI, “O livro casa ou morada, percebido na experiência e declarado na escrita: um modo de ler e seus desdobramentos”, Fragmentum, nº 57, mar. 2022.