Criação de Grupos de Pesquisa Discentes em cursos de Computação

Gabriel Tobias Fuhr, René Gargano Ferrari, Natan Luiz Paetzhold Berwaldt, Giovani Rubert Librelotto

Resumo


Durante a trajetória acadêmica, os alunos nem sempre conseguem estudar todos os assuntos de seu interesse acadêmico participando apenas das aulas ordinárias do curso. Devido a isso, é importante que os alunos tenham uma forma de se reunir por conta própria para entrar em contato com áreas de conhecimento de interesse dos mesmos. Isso é possível através de grupos de estudo discentes, onde alunos possam compartilhar conhecimento e motivar uns aos outros. Este artigo apresenta uma análise acerca de um estudo realizado com alunos do curso de Ciência da Computação.


Palavras-chave


Ciência da Computação

Texto completo:

PDF

Referências


Budi Yulianto, Harjanto Prabowo, R. R. K. (2016). Comparing the effectiveness of digital contents for improving learning outcomes in computer programming for autodidact students. Journal of e-Learning and Knowledge Society.

Fuks, Hugo. Raposo, A. G. M. A. P. M. L. C. J. P. (2008). The 3c collaboration model. Encyclopedia of E-Collaboration.

Geron, A. (2017). Hands-On Machine Learning with Scikit-Learn & Tensorflow. O’Reilly Media, Inc.

John, D. J. (2009). Study on the nature of impact of soft skills training programme on the soft skills development of management students. Pacific Business Review.

Jones, Charles I. Aghion, P. J. B. F. (2017). Artificial intelligence and economic growt. Institute for Economic Policy Research (SIEPR).

Morgan, P. (2018). Machine Learning Is Changing the Rules. O’Reilly Media, Inc., Salvador, BA, Brasil.

Russel, Stuart. Norvig, P. (2009 (3rd Ed.)). Artificial Intelligence. A Modern Approach. Prentice Hall, New Jersey, United States.




DOI: https://doi.org/10.5902/2448190438071

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.