[1]
A. K. M. de Oliveira e S. C. J. de G. Andrade e Perez, “Crescimento inicial de <i>Tabebuia aurea</i> sob três intensidades luminosas”, Ciênc. Florest., vol. 22, nº 2, p. 263–273, jun. 2012.