A construção da interação, identidades e atitudes na conversação: uma co-construção por meio de escolhas lexicais

Lourdes Maria Azucena Molin, Cinara Leal Azevedo, Maria Tereza Nunes Marchesan

Resumo


A análise da conversação pode ser estudada partindo da construção de determinados papéis sociais e também de determinadas concepções de mundo constituindo assim, a identidade dos interlocutores na interação social. A partir desse princípio, pretende-se neste trabalho, por meio de uma conversação espontânea dentro de uma prática discursiva conversacional no âmbito da vida social, analisar como se constroem a interação e a identidade de alunos de graduação de uma determinada instituição, considerando elementos como o contexto especifico, materiais verbais, paraverbais e não verbais, e a construção de relações e atitudes. Para o andamento desta análise, consideraram-se os modelos propostos pelos teóricos, Gee (1999), e Orecchioni (2014). Os resultados permitem entender que o contexto permeia a interação. Por meio dessa interação, determinadas identidades e atividades são construídas, realizando determinadas escolhas lexicais para essa construção.

Palavras-chave


Análise da conversação. Interação na conversação. Construção da identidade no texto conversacional.

Texto completo:

PDF

Referências


GARFINKEL, H. Studies in ethnomethodology. Prentice-Hall, Englewood Cliffs, NJ, 1967.

GEE, J. An introduction to Discourse Analysis, Theory and Methods, Routledge, London, 1999.

HUCHTBY, I; DREW, P. Conversation analysis. In: VERSCHUEREN, J. Handbook of Pragmatics. Amsterdam e Philadelphia: John Benjamins, p. 182-189, 1985.

ORECCHIONI, C. A análise da conversação: princípios e métodos, Parábola, São Paulo, 2014.

TUSÓN, A. El análisis de la conversación: entre la estructura y el sentido, Estudios de Sociolingüística 3 (1), Barcelona, p. 133-153, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1516849225508

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                                              

 

Revista Qualis B4, área de Letras e Linguística, Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES).