Abordagens do amor romântico: aspectos históricos, sociais e literários

Luana Grasiela Schonarth, Eunice T. Piazza Gai

Resumo


O presente estudo vincula-se ao projeto de pesquisa Narrativas e conhecimentos: especificidades teóricas e constituição de sentido, coordenado pela Prof.ª Dra. Eunice Terezinha Piazza Gai. Considerando os caminhos cursados no desenvolvimento da pesquisa, utilizamos o tema do amor para refletir sobre os possíveis conhecimentos que o processo narrativo propicia, os aspectos históricos e sociais nos quais a temática foi abordada na literatura, assim como um resgate de informações acerca das origens do tema e personagens consolidados nos romances românticos. Nessa perspectiva, delimitamos o estudo entre os amores irrealizados, os impasses responsáveis pelos impedimentos amorosos, bem como os conflitos entre a paixão e o casamento nas narrativas românticas. Para bem fundamentar esta pesquisa, tomamos o mito considerado matriz das histórias de amor, o próprio nascimento da paixão na literatura ocidental: Tristão e Isolda. O mito apresenta a visão do amor cortês e as contradições que se manifestaram desde a segunda metade do século XII entre a regra cavalheiresca e os costumes feudais. Diante da teoria do amor, abstraída do mito do amor romântico, partimos para a literatura do século XIX, considerando a presença dos amores não correspondidos. Nesta etapa, analisamos o romance de Balzac, Eugênia Grandet, que se torna exemplo da irrealização amorosa na literatura, vivida de modo mais contundente pela personagem que intitula a obra. A escolha dessa narrativa, para a análise do amor-paixão, deve-se ao fato de que o casamento é tratado como mero interesse financeiro, desconsiderando todo e qualquer envolvimento amoroso entre o casal em questão: Eugênia e Charles. Tratamos, pois, desta pluralidade significativa, deste amplo caminho trilhado não só pela literatura, mas por todos aqueles que se deixam despertar pela eternidade e fascínio dos romances românticos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1679849X18522

 

CONTATO:

E-mail: revista.la.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Prédio 16 - Centro de Educação - PPG Letras
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8477

Link: https://periodicos.ufsm.br/LA


ISSN: 1679-849X

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1679849X

Qualis/Capes: Linguística e Literatura B2


Periodicidade – Semestral

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

     

 

http://mjl.clarivate.com/cgi-bin/jrnlst/jlresults.cgi?PC=EX&Full=*Literatura%20e%20Autoritarismo

Resultado de imagem para DOAJ

https://doaj.org/toc/1679-849X

https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=19485

http://diadorim.ibict.br/handle/1/1018

 

 

http://oaji.net/journal-detail.html?number=6577

http://ezb.uni-regensburg.de/searchres.phtml?bibid=AAAAA&colors=7&lang=de&jq_type1=QS&jq_term1=Literatura+e+Autoritarismo

 

https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=491293

BASE Logo

https://www.base-search.net/

http://journalseeker.researchbib.com/view/issn/1679-849X

https://www.worldcat.org/title/literatura-e-autoritarismo/oclc/1002237522&referer=brief_results

https://scholar.google.com.br/citations?user=cnXbenUAAAAJ&hl=pt-BR

 

https://www.tib.eu/en/search/id/TIBKAT%3A894744321/Literatura-e-autoritarismo/

https://thekeepers.org/journals/1679-849X?page=1&query=Literatura+e+Autoritarismo

 

http://www.i2or.com/8.html (Nr. 763)

https://index.pkp.sfu.ca/index.php/browse/index/2374

http://miar.ub.edu/issn/1679-849X

https://clasificacioncirc.es/resultados_busqueda?_pag=1&_busqueda2=Literatura%20e%20Autoritarismo

https://reseau-mirabel.info/revue/6394/Literatura_e_autoritarismo